Pilo relembra passagem pelo América - Cidade Clube - O Clube do Esporte

Últimas

Cidade Clube - O Clube do Esporte

O Clube do Esporte

04/01/2017

Pilo relembra passagem pelo América

Foto: Diário da Região
O ex jogador Pilo, meio campista, e um dos jogadores que mais vestiu a camisa do clube nos últimos anos atualmente reside em Curitiba, onde é dono de três estacionamentos além de outros empreendimentos na cidade. Em conversa com o Cidade Clube o agora ex atleta relembra sua passagem pelo Rubro. "Foram dois anos com algumas dificuldades financeiras e de alimentação, mas com os salários sempre pagos, mesmo com alguns atrasos o ex presidente Zé Branco sempre honrou sua palavra. Na minha época no clube sempre busquei ajudar o clube dentro e fora de campo, e fico feliz de saber que sou um dos jogadores com mais passagens pelo Rubro." comenta o meio campista que atuou pelo clube nas série A3 e B do Campeonato Paulista. Como jogador também defendeu o Rio Preto, mas cita que não existe comparação de camisa. 

"Joguei pelo Rio Preto, mas não é a mesma coisa, mesmo hoje em uma posição maior. Não se compara camisa, torcida e o amor que a cidade tem pelo América." relembra.

Apesar de ser um dos destaques dos elencos em que defendeu, no Rubro os times não tiveram bons resultados dentro de campo, o jogador defendeu o clube inclusive no ano em que pela primeira o América foi rebaixado para a quarta divisão paulista. "Sempre dei meu máximo em campo e fui reconhecido pela torcida e diretoria. Fiz seis gols em uma temporada e cinco na outra, mas não conseguimos o resultado como grupo, mas individualmente conseguia me destacar, mesmo procurando ajudar o elenco". Foi na série A3 de 2013 quando o jogador foi destaque mundial pelo pênalti perdido contra a equipe da Votuporanguense, relembra. "A princípio fiquei apreensivo pelo momento que  clube passava, mas meu pé de apoio escorregou e a bola foi pro lado, uma fatalidade que só quem tá ali dentro sabe, mas a repercussão pra mim foi positiva, assinei bons contratos no Tanabi e Rio Preto após o lance e a repercussão" relembra o ex-jogador que já teve passagens pelo Atlético Paranaense, Santos, Paraná Clube e fora do Brasil atuou na Arábia, Kuwait e El Salvador em um período de três anos.

Após a passagem pelo América, Pilo atuou em Santa Catarina onde encerrou sua carreira. Hoje possui três estacionamentos na cidade em que reside. "Sou muito feliz com minha história no futebol e pelo que estou fazendo agora."

Segundo ele, o América é o time que atualmente torce. "Quero um dia voltar pra cidade e ver o time em uma situação melhor. Me proponho inclusive a um dia ser treinador para tentar ajudar o clube e tenho certeza que com a identificação que tive poderia contribuir de alguma forma, é o meu time de coração."

De longe, o ex jogador acompanha a nova vida política do clube. "Acompanhei a diretoria que foi trocada, mas futebol não se faz sem dinheiro, um clube desse tamanho não pode estar onde se encontra".

Wesley Campofredo