Por apenas três pontos, CAD Rio Preto fica com vice no Brasileiro da Primeira Divisão - Cidade Clube - O Clube do Esporte

Últimas

Cidade Clube - O Clube do Esporte

O Clube do Esporte

21/12/2014

Por apenas três pontos, CAD Rio Preto fica com vice no Brasileiro da Primeira Divisão

É a terceira vez que a equipe rio-pretense acaba em segundo lugar na elite do Nacional

Após vencer o primeiro tempo de 24 a 23, o time de basquete sobre rodas do Clube Amigos dos Deficientes (CAD/Vetnil/Smel/Novartis), de São José do Rio Preto, foi derrotado pela ADD Magic Hands, de São Paulo, por 49 a 46, ou seja, apenas três pontos de diferença, neste sábado (20), em Recife, na decisão do Campeonato Brasileiro da Primeira Divisão. É a terceira vez que a equipe rio-pretense acaba em segundo lugar na elite do Nacional. Eles já tinham sido segundo colocados nas edições de 2011 e 2012 e buscavam neste ano o título inédito. A delegação desembarca na madrugada de domingo para segunda-feira (22), em Rio Preto.

"A equipe jogou de igual para igual o jogo inteiro, diferente do que aconteceu no Paulista. Os nossos meninos estavam muito determinados por esta final. Mas no último minuto faltou experiência. Mas podemos citar que todos nós perdemos a taça de campeão, mas ganhamos respeito por ter feito uma final de igual para igual", disse Ana Cardoso, que junto do técnico italiano Matteo Feriani, comandou o time rio-pretense no Brasileiro.

Apesar da ausência do título Brasileiro da Primeira Divisão, o CAD já conquistou 13 taças de campeão, sendo três paulistas da 1ª Divisão (de 2011 a 2013) e dois da 2ª Divisão (2006 e 2008), dois regionais (2011 e 2012), um brasileiro da 2ª Divisão (2004) e um Troféu Maria Nanci/Reatch (2008).

O time rio-pretense também é o atual campeão Sul-Americano Interclubes, conquistado de forma invicta, em Bogotá, na Colômbia, em 2012, e ainda tem o título de campeão da 3ª Copa Internacional Togo Renan Soares, disputada por 12 equipes, em 2008.

Além de ser três vezes vice-campeão Brasileiro da 1ª Divisão (2011, 2012 e 2014), o CAD foi três vezes o segundo colocado na elite do Paulista (2007, 2008 e 2009). Também na 1ª Divisão do Nacional foi terceiro lugar nas edições de 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2013. No estadual, o CAD ficou na terceira colocação nos anos de 2006, 2010 e 2014.

O ótimo desempenho do CAD rendeu a convocação de oito atletas (seis homens e duas mulheres) para a Seleção Brasileira masculina e feminina da modalidade. São os casos dos pivôs Erick Epaminondas, Edilson Béssimo, Leandro de Miranda e Mônica Fernanda Andrade; os armadores Paulo César dos Santos, também conhecido como Jatobá, e Everaldo Lima; os alas Dwan Gomes dos Santos e Rosália Ramos da Silva.

Na Seleção de Basquete sobre Rodas, Jatobá e Erick Epaminondas participaram dos Jogos Paralímpicos de Atenas, na Grécia, em 2004, e de Beijin, na China, em 2008. Também participaram das Paralimpíadas de 2008, os atletas Everaldo Lima, Leandro de Miranda e Mônica Andrade. Em 2012, Rosália Ramos defendeu a Seleção feminina nos Jogos de Londres, na Inglaterra. Neste mesmo ano, Jatobá, Erick, Everaldo e Leandro foram tricampeões Para-Sulamericanos de Seleções com o Brasil em Barquisimeto, na Venezuela.

Neste ano, Jatobá, Erick, Everaldo e Dwam foram vice-campeões Para-Sulamericanos com o Brasil.  

Nos Jogos Para-Panamericanos do Rio, em 2007, Erick, Everaldo e Mônica atuaram como atletas, enquanto Jatobá foi como coordenador técnico.  


Crédito da imagem: CBBC/Divulgação

Confira a lista de jogadores do CAD, com a respectiva numeração fixa:

Ala - Gustavo - classificação funcional 1.1 - número 4
Ala - Paulinho - classificação funcional 1.5 - número 5
Pivô - Erick - classificação funcional 3.5 - número 6
Armador/ala - Berg - classificação funcional 2.0 - número 7
Armador - Jatobá - classificação funcional 2.0 - número 8
Armador - Everaldo - classificação funcional 2.5 - número 10
Pivô - Tri - classificação funcional 4.5 - número 11
Armador - Serginho - classificação funcional 2.0 - número 12
Ala - Dwan - classificação funcional 1.0 - número 13
Pivô - Alex - classificação funcional 3.0 - número 14
Pivô - Natan - classificação funcional 4.5 - número 15
Comissão técnica: Matteo Feriani e Ana Cardoso.

Vinicius/TodoSports