Banana terá finalista brasileiro de 18 anos em Rio Preto - Cidade Clube - O Clube do Esporte

Últimas

Cidade Clube - O Clube do Esporte

O Clube do Esporte

22/03/2014

Banana terá finalista brasileiro de 18 anos em Rio Preto

João Menezes - Inovafoto
O 44º Banana Bowl - Copa Mundial de Tênis está perto de ter a quebra de um tabu que já dura 33 anos na categoria 18 anos masculino, que tem os tenistas João Menezes, Marcelo Zormann e Orlando Luz nas semifinais em busca do título que teve como último campeão do país Eduardo Oncins em 1981.

O Brasil já tem ao menos um finalista pela primeira vez desde 2006, quando Fernando Romboli disputou o título, já que Luz e Zormann vão duelar neste sábado em uma das semifinais enquanto Menezes encara o australiano Omar Jasika. As semifinais acontecem a partir das 10h no Clube Monte Líbano, em São José do Rio Preto.
João Menezes garantiu a vaga nas semifinais ao fazer uma grande partida diante do italiano Andrea Pellegrino para vencer com parciais de 6/2 6/0.

"Era uma partida de peso muito importante, os dois começaram nervosos e ele evidente que começou mais. Eu soube administrar melhor a tranquilidade durante a partida, ele tentou reagir ali no segundo set, mas eu me mantive firme e não dei chances", analisou Menezes.

Orlando Luz teve um primeiro set difícil contra o italiano Matteo Berrettini e precisou salvar dois set points antes de tomar vantagem e sobressair com parciais de 7/6(2) 6/2.
"Foi uma vitória bem especial. Acho que entrei menos nervoso, mas não jogando tão bem. Mesmo tendo chovido, a quadra ainda estava rápida, o cara é muito alto e o jogo dele não dá ritmo. Foi difícil entrar no jogo dele e consegui ir para o tiebreak sem perder saques. Teve a hora decisiva em que ele teve dois set points, eu fique esperando ele errar e acabei ganhando. No segundo comecei a devolver da frente o saque e isso me ajudou bastante", afirmou Luz.

Marcelo Zormann encarou o holandês Tim Van Rijthoven e também esteve em momentos difíceis na primeira parcial, antes de vencer o tie-break no primeiro set e confirmar a vitória no segundo com parciais de 7/6(5) 6/2.

"Estou muito feliz com a vitória, fiz um belo jogo, foi um dos meus melhores na semana. Ter um finalista brasileiro vai ser muito bom, esse ano acredito que um brasileiro vai voltar a ganhar o Banana Bowl. Acredito que não será apenas um brasileiro na final, a final será brasileira", afirmou Zormann.

As semifinais femininas de 18 anos também foram definidas com destaque para a espanhola Aliona Bolsova Zadoinov, que venceu a húngara Fanny Stollar com 6/3 6/4 para encarar a suíça Jil Teichmann, vencedora no duelo com a australiana Priscilla Hon com 6/1 6/2.

Do outro lado da chave, a húngara Anna Bondar venceu a francesa Margot Yerolymos por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 6/0, para encarar a mexicana Renata Zarazua, classificada com vitória sobre a francesa Tessah Andrianjafitrimo com 6/0 7/6(3).

Nas duplas de 18 anos, a brasileira Luisa Stefani vai disputar o título neste sábado ao lado da mexicana Renata Zarazua. Elas venceram a chilena Fernanda Astete e a holandesa Roos Van Der Zwaan com 6/2 6/4. As adversárias na final serão as húngaras Anna Bondar e Fanny Stollar, que venceram a australiana Priscilla Hon e a suíça Jil Teichmann com 6/4 6/2.

A programação desta sexta-feira começou com duas horas de atraso devido à chuva da noite de quinta-feira e da manhã de sexta. As semifinais de 14 anos feminino também foram definidas, com a colombiana Maria Osorio, as paraguaias Erika Froch e a peruana Anastasia Iamachkine se classificando. As categorias 14 e 16 anos ainda têm partidas sendo disputadas em simples e (ou) duplas na noite desta sexta-feira.

O Banana Bowl foi criado em 1968 por Alcides Procopio, grande entusiasta do tênis brasileiro e então presidente da Federação Paulista de Tênis. Desde a primeira edição oficial em 1970 passaram pelo torneio nomes como o americano John McEnroe, o tcheco Ivan Lendl, o francês Yannick Noah, o americano Andy Roddick, a argentina Gabriela Sabatini, a sérvia Ana Ivanovic e a eslovaca Dominika Cibulkova, além de brasileiros como Gustavo Kuerten, Fernando Meligeni, Jaime Oncins, Thomaz Bellucci, Andrea Vieira, Roberta Burzagli e Teliana Pereira.

O 44º Banana Bowl tem o patrocínio de Correios e Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, com supervisão da ITF (Federação Internacional de Tênis), Cosat (Confederação Sul-Americana de Tênis) e CBT (Confederação Brasileira de Tênis) e apoio do Clube Monte Líbano e Palestra Esporte Clube. A realização é da Federação Paulista de Tênis.

Divulgação - Banana Bowl